Dentist in Vaughan
Dentist in Vaughan

Redação

Terapia Holistica: Dra. Daniela Sales

Já está disponivel para agendamento pelo aplicativo Secmi, consulta com a Dra. Daniela Sales, especialista em Terapia Holística Integrativa.

O que é Terapia Holistica Integrativa?

Terapias integrativas são recursos terapêuticos com técnicas e métodos naturais que buscam melhorar a saúde e o bem-estar físico, assim como ajudar a pessoa a encontrar um equilíbrio físico e emocional e um estilo de vida mais saudável.

Novo Convênio: Dra. Mariana Damasceno (Dentista)

Ter um sorriso saudável é fundamental para a qualidade de vida de qualquer pessoa. No entanto, sabemos que os altos custos dos tratamentos odontológicos muitas vezes dificultam o acesso a esses cuidados essenciais. O Sindicato dos Empregados no Comércio de Ilhéus e Região, Secmi, entende a importância de oferecer benefícios que atendam às necessidades dos trabalhadores, indo além de suas obrigações sindicais.

Com o objetivo de proporcionar uma solução para essa questão, o Secmi firmou uma parceria especial com a Dentista, Dra. Mariana Damasceno. Essa parceria permite aos trabalhadores associados usufruir de tratamentos odontológicos gratuitos, garantindo a manutenção de um sorriso saudável sem comprometer o orçamento familiar.

Odontopediatria

Além de atender pessoas adultas, a Dra. Mariana é odonto pediatra, atende também crianças a partir dos cinco anos de idade.

“Esta é mais uma conquista significativa para todos os associados e seus dependentes, pois oferece acesso a uma ampla gama de serviços odontológicos de qualidade para adultos e crianças, incluindo consultas, limpezas, restaurações, extrações, e muito mais,” comemora a presidente do Secmi, Crismélia Mali.

“Todos esses serviços são disponibilizados gratuitamente, com o intuito de promover a saúde bucal e o bem-estar dos comerciários.” Finaliza.

+Benefícios: Terapia Integrativa!

Já ouviu falar sobre Terapia Integrativa? É um procedimento complementar e alternativo à medicina tradicional e está cada vez mais presente nos consultórios e hospitais do mundo todo. A Terapia Integrativa vem ajudando diversos pacientes a partir de uma abordagem mais completa das enfermidades físicas e mentais. Os profissionais da saúde também têm se beneficiado dessa técnica e percebido resultados

O que é a Terapia Integrativa?

Como o próprio nome diz, é uma terapia que procura a integração do paciente, ou seja, uma visão holística completa sobre o paciente e são levados em consideração corpo, mente e espírito.

E isso mostra que uma enfermidade, seja física ou psicológica, precisa ser avaliada em diferentes etapas baseados tanto na medicina tradicional quanto na terapia integrativa.

Muitos especialistas acreditam que quando há desequilíbrio mental ou emocional há doenças. Assim como as enfermidades físicas podem resultar em uma série de complicações psicoemocionais, como a ansiedade e depressão. Com isso, a Terapia Integrativa busca curar o paciente cuidando de todas as dimensões.

Nesses procedimentos são associados tanto remédios alopáticos e tratamentos tradicionais como cirurgias e fármacos, quanto outras maneiras de cura, como: massagens, florais, fitoterapia, aromaterapia, homeopatia, yoga, acupuntura, meditação, acompanhamento com psicólogo e muitas outras formas.

Nas primeiras sessões o terapeuta conversa com o paciente e a partir disso traça a linha de trabalho e as abordagens terapêuticas que serão realizadas para restabelecer o equilíbrio e erradicar as raízes do sofrimento. A quantidade de sessões serão estabelecidas pelo profissional. Mas elas podem ser semanais com duração de 1 hora ou em casos graves podem ser duas sessões por semana no início do tratamento. O terapeuta pode não se limitar em somente uma técnica como citamos acima, isso pode ir mudando conforme a evolução do paciente.

Entenda o sucesso da Terapia Integrativa

Ele vem graças aos resultados que são alcançados quando diversos procedimentos são alinhados para promover a cura do paciente. Os procedimentos complementares estão sendo inseridos como apoio no tratamento de patologias graves e crônicas, como: câncer e problemas cardíacos e respiratórios.

Com o reforço de práticas que vão cuidar do paciente como um todo, ou seja, mente, espírito e emoções, todo o processo de cura da enfermidade fica mais pacífico e quando somadas aos procedimentos da medicina tradicional. As técnicas alternativas e complementares agem muita na prevenção de doenças e na manutenção da qualidade de vida que foi alcançada.

O que está em campo são outras visões de doença, saúde e cura, afinal, curar é um processo que também deve partir do paciente, e saúde é um estado de bem-estar e equilíbrio que vai além do que uma enfermidade aparente.

E o que a Terapia Integrativa muda na relação entre profissional e paciente?

Traz uma relação mais terapêutica, ou seja, há uma conversa maior para saber como ela surgiu, em quais momentos atacam e quais técnicas aliviam os sintomas. O foco não é somente a doença mas o indivíduo como um todo.

Isso acaba exigindo dos profissionais um olhar mais aguçado, sensível, já que a necessidade não é mais somente a cura da doença. Mas a criação de um ambiente de bem-estar para o paciente e nesse sentido é necessário ouvir e construir com o paciente um caminho para a solução dos problemas.

Quais são os benefícios?

Além das melhorias físicas, o principal benefício da Terapia Integrativa é a criação de qualidade de vida, mesmo que a sua enfermidade seja complicada.

Quando o paciente se abre para a Terapia Integrativa, gera um sentimento de prazer, alívio e esperança, o que acaba fazendo toda a diferença no resultado final, diferente dos procedimentos padrões.

Outro benefício importante é o desenvolvimento da percepção do paciente que ele também é responsável pelo processo do tratamento, através da Terapia Integrativa, o paciente deixa de ser “passivo” em relação a doença e todo o processo, e se engaja com mais disciplina. Dessa maneira percebe que só ele é capaz de construir interna e externamente um ambiente favorável para a manutenção da sua saúde.

Em alguns casos, os resultados apresentados pela Terapia Integrativa são tão eficazes que são recusados outros tipos de procedimentos mais invasivos.

Conclusão

O objetivo da Terapia Integrativa é criar um equilíbrio no organismo e mostrar os reais aspectos que afetam a sua saúde. Por meio da junção da terapia com a medicina tradicional podemos encarar a enfermidade por uma nova perspectiva e postura tanto dos profissionais quanto dos pacientes.

Ficou com alguma dúvida? Agende uma avaliação gratuita pelo aplicativo secmi, atendimento todas as quartas-feiras das 08:00 ás 12h, com Dra. Daniela Sales, sede do sindicato, R Coronel Paiva, 99 , Centro, ao lado da Chiquinho Sorvetes.

Quem conquista pra você é o Sindicato

Os benefícios e direitos que você tem não são presentes do patrão. São o resultado de lutas sindicais e conquistas ao longo dos anos.
É o Sindicato que luta, negocia e garante nas campanhas salariais as conquistas das Convenções e dos Acordos Coletivos de Trabalho, com cláusulas econômicas e sociais superiores à CLT.
Tentam enfraquecer o Sindicato exatamente por isso: para reduzir e acabar com os seus direitos. Esta foi a intenção da reforma trabalhista de 2017 e continua sendo o objetivo dos políticos neoliberais, porta-vozes do patronato que só visa lucro com a exploração da mão de obra.
Por isto, contamos com o apoio da Família Comerciária. A categoria precisa estar mobilizada, participar das assembleias, fortalecer o Sindicato nas negociações da Campanha Salarial e divulgar as ações e conquistas entre os colegas de trabalho, amigos e familiares.
Contamos também com a sindicalização de mais companheiros e companheiras, para que possamos continuar estruturados e fortes para ampliar os benefícios oferecidos aos sócios(as) e garantir mais conquistas econômicas e sociais para você e sua família. Venha para o Sindicato!
A luta faz a lei!
Crismélia Moreira
Presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio dos Municipios de Ilhéus e Região.

Recesso: Clínigo Geral

Recesso: Clínico Geral
A diretoria do Sindicato dos Comerciários de Ilhéus e Região, comunica que, o atendimento Clínico com Dr. José Alcides, será até o dia 21 de dezembro. Após essa data, o profissional estará em recesso de fim de ano, voltando a atender neste Sindicato no dia 03/01/2024.

ATRASO DO 13º: EMPRESAS PODEM SOFRER PENALIDADES

ATRASO DO 13º: EMPRESAS PODEM SOFRER PENALIDADES

O 13ª salário deveria ser pago até dia 30 de novembro, para as empresas que optaram pelo pagamento integral, ou 20 de dezembro, para as que parcelaram em duas vezes.

O pagamento é direito de todos os empregados contratados em regime CLT, ou seja, com carteira assinada, que tenham trabalhado por pelo menos 15 dias durante o ano e não tenham sido demitidos por justa causa.

Caso a empresa não tenha efetuado o pagamento, poderá sofrer penalidades, de acordo com a  Presidente do Secmi,  Crismélia Mali Moreira.

“O não pagamento do 13º salário é considerado uma infração (Lei 4.090/62), podendo resultar em multas de  (R$ 170,25) por empregado, e esse valor ainda pode dobrar em caso de reincidência”, alerta a presidente.

Ela lembra que, além da multa administrativa em favor do Ministério do Trabalho, o empregador corre o risco, dependendo da convenção coletiva da categoria, de ter que arcar com a correção do valor pago em atraso ao trabalhador.

13º salário em atraso

Caso o pagamento não seja feito até as datas finais, o empregado deve procurar o setor de recursos humanos ou financeiro da empresa para notificar o problema.

Se mesmo assim a situação não for resolvida, o funcionário pode fazer uma denúncia ao Ministério do Trabalho ou ao sindicato da sua categoria. Em último caso, cabe ainda uma ação individual ou coletiva na Justiça do Trabalho para cobrar a dívida.

Vale destacar que o recurso trabalhista não é válido para quem pediu o adiantamento do décimo terceiro nas férias. Em tal situação, o empregado não recebe a primeira parcela, apenas a segunda.

Pagamento do 13º salário

Na primeira parcela do 13º salário, o trabalhador recebe metade do valor total do seu salário bruto, sem nenhum desconto. Na segunda, que deve ser depositada até o dia 20 de dezembro, há desconto de Imposto de Renda e INSS e, portanto, o valor dela é menor do que o da primeira.

Atualização Aplicativo

Já se encontra disponivel a nova versão do aplicativo do Sindicato dos Comerciários de Ilhéus e Região. A atualização se faz necessária para utilização da ferramenta “Agendamento” dos serviços oferecidos pelo Secmi, tais como: Clinico Geral, Urologista, Ortopedista, Dentista e Jurídico.

Salientamos que, para logar com exito no app, é necessário que a carteirinha digital esteja atualizada em nosso sistema. Entre em contato conosco para atualizar seu cadastro o quanto antes. (73) 3231-1784 WhatsApp.

Portaria que regulamenta igualdade salarial entre homens e mulheres

A Portaria foi publicada no Diário Oficial da União na última segunda-feira (27/11), pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O objetivo é que, se houver desigualdade salarial e de remuneração, a empresa crie um plano para igualar essa diferença.

O plano é que as empresas tomem medidas para igualar o salário entre os trabalhadores e trabalhadoras, que também deverá ser entregue à entidade sindical da categoria, contendo medidas, metas, prazos e mecanismos de aferição de resultados, com periodicidade mínima semestral. O prazo total será de 90 dias.

“Essa tem sido uma pauta da campanha salarial, que agora é reforçada pela decisão do Governo Federal, na busca de igualdade entre homens e mulheres. Também impulsiona a luta por mais benefícios para as trabalhadoras, que muitas vezes tem uma dupla e até tripla jornada de trabalho”, destaca Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

O Ministério deverá publicar semestralmente, em março e setembro, relatório atualizado no site do órgão – sistema PDET, Programa de Disseminação das Estatísticas do Trabalho. O relatório também deverá ser publicado pelas empresas em seus sites, redes sociais ou similares, em locais visíveis, a fim da ampla divulgação dos atos.

Cinco motivos para me Sindicalizar

Essa é a duvida que tem deixado grande parte dos trabalhadores brasileiros intrigados. Mas por que eu preciso estar filiado? O que o meu sindicato faz por mim? Se eu não for sindicalizado o que estarei perdendo? 

Para que você, trabalhador, entenda a importância que o sindicato tem na sua vida laboral e até familiar, listamos 5 motivos de destaque para mostrar porque, atualmente, o sindicato se tornou indispensável para todas as categorias profissionais.

 Não perca tempo, fique sócio, participe da vida sindical e usufrua dos benefícios de uma categoria unida e forte em busca de melhores condições de trabalho. Conheça o trabalho do seu sindicato, participe das ações e o ajude-o a ficar cada vez mais forte para garantir direitos e ampliar as conquistas.

5 Motivos para me Sindicalizar:

1 – TRABALHADORES SINDICALIZADOS GANHAM MAIS E TÊM MAIS BENEFICIOS 

Um estudo do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) comprovou que os trabalhadores unidos em seu sindicato têm média salarial acima de quem não é sindicalizado. Por meio de uma simples comparação das médias das remunerações diretas, foi possível encontrar uma diferença entre trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados. De acordo com o estudo, essa diferença equivale a R$ 562,28, em termos absolutos, em favor dos sindicalizados, ou 33,5%, em termos relativos. 

Ainda de acordo com o estudo, os trabalhadores de categorias organizadas tem mais facilidade em negociar benefícios, 36% se beneficiam dos convênios médicos, contra 20,3% dos não sindicalizados; 63,9% dos trabalhadores sindicalizados têm acesso ao vale-alimentação, contra 49,3% dos não sindicalizados; e 54,4% dos sindicalizados contam com vale-transporte, contra 49,1% dos não sindicalizados. 

Os sindicatos utilizam sua força coletiva para negociar melhores salários, melhores condições de trabalho e também uma gama de benefícios que não seriam conquistados caso fizessem uma negociação individual com o patrão. O sindicato, além de sua representatividade por meio dos trabalhadores, possui conhecimento dos meios de negociação, a realidade de cada empresa, o que ela pode oferecer a mais e conhece também o funcionário e sabe o que ele espera das negociações. 

Portanto, não perca tempo, procure o seu sindicato e participe! Você é o sindicato em movimento!

 

2 – TRABALHADORES ORGANIZADOS EM SINDICATOS TEM LOCAIS DE TRABALHO MAIS SEGUROS

Você sabia que o Brasil o quarto país no mundo com mais casos de acidentes de trabalho, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS)? Aqui acontece um acidente de trabalho a cada 48 segundos e uma morte em acidente a cada 3 horas e 40 minutos. Esses dados são o resultado de um processo relacionado à forma como o trabalho é organizado e gerido. É aí que entra o papel dos sindicatos, a pressão dos trabalhadores e de seus representantes influenciaram positivamente o processo de negociação coletiva e de construção de legislações, alterando e melhorando significativamente as condições de vida e de trabalho da classe trabalhadora. Ou seja, os locais de trabalho dos trabalhadores organizados em sindicatos são mais seguros. 

Uma pesquisa do DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, sobre as cláusulas de negociações coletivas relativas a saúde e segurança no trabalho representam aproximadamente 20% do total de cláusulas registradas no SACC-DIEESE por ano. E ainda segundo o estudo, essas cláusulas se referem principalmente com o intuito de inibir os fatores determinantes para o adoecimento e as doenças no trabalho.

Os representantes dos trabalhadores também realizam a fiscalização da segurança e medicina do trabalho. Apesar disso, há grande resistência dos empregadores em cumprir tal disposição, por isso é preciso que se tenha uma entidade com força e comprometida com a segurança do trabalhador, que avalie a intensidade e o ritmo de trabalho, se existe assédio moral, verificação dos exames médicos de admissão, demissão e periódicos, dos equipamentos de segurança, prevenção de acidentes e doenças do trabalho, a elaboração de Mapas de Risco, a criação de programas e campanhas de prevenção em parceria com a Cipa e o empregador. As condições dos locais de trabalho também são temas negociados e fiscalizados pelo sindicato como as condições de higiene, pagamentos dos adicionais de periculosidade e insalubridade, e manutenção de máquinas e equipamentos e também dos direitos, garantias e procedimentos que devem ser adotados em relação ao trabalhador já acidentado.

A verdadeira qualidade de vida no trabalho é o resultado de uma atuação em todas as suas dimensões, abrangendo a organização e a gestão, as relações entre os trabalhadores entre si e também com a gerência, as condições no trabalho, a remuneração adequada, não discriminação, a autonomia, além, é claro, de um ambiente saudável e seguro. 

3 – ATUAÇÃO DOS SINDICATOS DIMINUI A ROTATIVIDADE DE TRABALHADORES

A alta rotatividade dentro das organizações é um dos muitos problemas enfrentados pelos trabalhadores brasileiros. Uma avaliação do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, mostra que a baixa remuneração, falta de benefícios, ausência de oportunidade de crescimento na carreira, estresse e sobrecarga de trabalho são alguns dos principais motivos da alta rotatividade do mercado de trabalho e que levam o trabalhador a pedir demissão ou ser demitido pela falta de motivação, que se reflete diretamente na produtividade do funcionário.

A participação da entidade sindical neste cenário é de fundamental importância não só para os funcionários, mas também para a empresa. Nas negociações coletivas, os sindicatos conseguem garantir itens econômicos, sociais, educacionais, de medicina e segurança no trabalho, programa de participação nos resultados e inúmeras outras demandas de forma a trazerem benefícios em montante superior às leis e outras normas diversas, com isso, a categoria em questão irá planar em um nível acima do comum quando comparado a outras categorias.  Por isso é uma vantagem também para a organizações contarem com um sindicato laboral e firmarem convenções e acordos coletivos altivos, que garantem um funcionário motivado e saudável contribuindo para o crescimento da empresa. Com isso evita-se muitos custos como pagamento de rescisões e também em função da demanda de uma nova contratação, gastos com uniformes e treinamentos e o pior que é perder um bom profissional.

Para os trabalhadores, a alta rotatividade é péssima, pois achatam os salários, as empresas demitem um profissional com um salário razoável e contratam um novo profissional por menos, isso principalmente em época de crise econômica, além dele ter que se atualizar por conta própria para tentar se recolocar no mercado de trabalho. A fiscalização, a manutenção do emprego e o investimento em um bom instrumento coletivo só são possíveis graças à atuação dos sindicatos, que se preocupam em inserir cláusulas que garantam um bom ambiente de trabalho, incentivo ao estudo e a qualificação, promoção social e salários acima da média. 

4 – FISCALIZAÇÃO DOS SINDICATOS GARANTEM QUE DIREITOS TRABALHISTAS SEJAM RESPEITADOS

Você já ouviu falar em inspeção social? Esse é mais um dos benefícios de se manter associado ao seu sindicato, ele representa os trabalhadores não só nas negociações coletivas, mas também atua como agente fiscalizador do cumprimento das normas acordadas em instrumentos coletivos e também aquelas já previstas na legislação.

O sindicato luta pela dignidade do trabalho humano, fazendo com que o trabalhador não se sinta inferiorizado frente à relação de trabalho. Conquistado um direito, pela legislação ou pela negociação coletiva, a grande dificuldade, muitas vezes, é garantir que ele seja implementado. O sindicato é responsável por fiscalizar o cumprimento dos pagamentos de salários e benefícios, os encargos como FGTS e INSS, se estão cumprindo as normas de saúde e segurança no trabalho, horas extras, horários de almoço e descanso, entre muitos outros pontos.

A entidade sindical é um fiscal atento, pois em contato com o trabalhador toma conhecimento das infrações que vão desde desrespeito às leis mais básicas até queixas de assédio moral a trabalho escravo, e faz a denúncia às autoridades fiscalizadoras e ao Ministério Público. Neste sentido, o sindicato se coloca como intermediador das relações do trabalho, assumindo um papel que o trabalhador sozinho não poderia exercer por medo de perder o emprego. Então, o sindicato fiscaliza e toma as medidas necessárias, trabalhando em sigilo absoluto, evitando assim a exposição de um trabalhador. 

Ao homologar as rescisões de contrato de trabalho, o sindicato também verifica se o trabalhador está recebendo tudo que lhe é de direito e caso não esteja, fornece assessoria jurídica gratuita para que ele não seja lesado ao sair de um emprego. Os sindicatos de trabalhadores contribuem não só para a melhoria da vida de seus representados, mas também para evitar a morosidade das demandas judiciais na resolução dos conflitos, agindo como mediador das relações trabalhistas. 

 

5 – TRABALHADORES SINDICALIZADOS TÊM ACESSO PROGRAMAS SOCIAIS EXCLUSIVOS

Já faz algum tempo que a forma de atuação dos sindicatos têm sido cada vez mais abrangente, trazendo benefícios que vão além das negociações coletivas e também das fiscalizações. As entidades têm atuado de forma efetiva numa perspectiva de melhor qualidade de vida, inclusão social, responsabilidade socioambiental, inclusão digital, qualificação profissional, convênios e parcerias que visam proporcionar aos trabalhadores descontos exclusivos em produtos e serviços utilizados no dia a dia.

Os sindicatos, em parceria com as suas federações e centrais sindicais, discutem periodicamente formas de melhorar a qualidade de vida do trabalhador e de toda a sua família.  

O SECMI tem uma ótima reputação com seus associados por oferecer um atendimento de qualidade e por seu compromisso com a categoria. Para chegar ao seu objetivo, que é atender o trabalhador quanto as suas expectativas e vencendo os desafios desta nova fase das relações trabalhistas nos Brasil, propomos uma conversa franca com os associados, com dirigentes bem instruídos e que se mostrem em prol da categoria, oferecendo também outros benefícios que vão além de negociações coletivas. Sempre com o foco em disponibilizar ao trabalhador toda estrutura que um sindicato forte pode oferecer aos seus associados. Nunca esquecendo do objetivo principal que é a manutenção dos direitos e a defesa intransigente dos seus representados.